21 de abril de 2014

Opinião - A Coroa


Logen Novededos poderá ter apenas mais uma batalha dentro dele, mas será das grandes. A guerra devasta o Norte, o rei dos homens do norte mantém-se firme e apenas um homem poderá travá-lo. O seu mais velho amigo e inimigo. Chegou o momento do Nove-Sangrento. Com demasiados mestres e sem tempo suficiente para lhes obedecer, o superior Glokta trava uma guerra diferente. Uma guerra secreta em que ninguém estará seguro e onde ninguém merecerá confiança. E, se os seus dias de espadachim ficaram para trás, é uma sorte que a chantagem, as ameaças e a tortura nunca saiam de moda. Jezal dan Luthar decidiu que conquistar a glória é um processo demasiado doloroso e volta costas à vida militar par se entregar a uma vida simples com a mulher que ama. Mas o amor também pode ser doloroso... e a glória tem o hábito desagradável de se acercar de um homem quando menos a espera. Com o rei da União no seu leito de morte, os camponeses revoltam-se e os nobres enfrentam-se, tentando roubar-lhe a coroa. Ainda ninguém acredita que a sombra da guerra está prestes a cobrir o coração da União.

Opinião:

"A Coroa" é o volume final da trilogia "A Primeira Lei" da autoria de Joe Abercrombie. 

A norte continua a guerra entre a União e os nortenhos liderados pelo Rei Bethod, mas a União conta agora com ajuda de homens do norte que se opõem a Bethod, liderados por Cão. Mas quando Logen, o Nove-Sangrento se junta aos opositores o equilíbrio de forças  pode mudar.

Em Adua, o rei encontra-se a beira da morte, e como os herdeiros morreram há uma acesa luta pela sucessão entre as mais altas esferas da nobreza da União.




Este foi o meu livro preferido da trilogia por conter uma excelente mistura de batalhas, manipulação e lutas pelo poder e ainda muito humor negro. As personagens principais são outro ponto forte deste livro, gostei particularmente de Glokta, um homem impiedoso que faz de tudo para sobreviver e Logen, um guerreiro de excelência que quer ser um homem bom. 

O enredo deste livro está muito bem construído e houve algumas partes que me apanharam completamente desprevenido. A linguagem e certas descrições bastantes violentas  poderão não agradar a todos.

Eu acho que a trilogia foi bastante mal aproveitada pela 1001 Mundos, começando logo pelo enorme espaçamento entre as publicações, um marketing errado, principalmente  com "A Lâmina" e capas pouco apelativas.

"A Primeira Lei" é sem dúvida uma das melhores trilogias de fantasia que li. 

Avaliação: 9-10
Enviar um comentário